Cote
aqui o seu
Seguro Viagem!

Cote aqui o seu Seguro Viagem!

Cote em 30 segundos e compare as melhores opções:

Vamos para onde?

Tratado de Schengen

Tratado de Schengen

Conhece as exigências do Tratado de Schengen? Não? Então veja aqui como funciona e como contratar essa cobertura.

O Tratado de Schengen surgiu quando, à sudeste de Luxemburgo, uma pequena cidade de Schengen sediou, em 14 de junho de 1985, a assinatura dos primeiros acordos para instituir a livre circulação de pessoas em estados-membros da União Europeia (UE). Inicialmente, a política de abertura das fronteiras seria dado exclusivamente aos cidadãos dos países signatários europeus.

Mudando de assunto, já tem um seguro para sua viagem? Faça aqui a cotação do seu seguro!

França, Alemanha, Bélgica, Luxemburgo e Países Baixos, foram os primeiros a assinar o acordo para abolir suas fronteiras internas a favor de uma fronteira externa única. Para isso adotaram procedimentos e regras comuns no denominado “espaço Schengen” para conceder vistos para estadias de curta duração, pedidos de asilos, controles nas fronteiras externas, cooperação e coordenação entre os serviços policiais e as autoridades judiciais. Anos depois, em 1997, o Tratado de Schengen foi integrado no direito da União Europeia.

E por falar em Europa, que tal conhecer mais sobre o melhor seguro viagem Europa?

Atualmente são 27 os Estados-membros e o Tratado de Schengen está prestes a ser reformado (a decisão final ainda precisa ser ratificada pelo Parlamento Europeu) voltando a estabelecer os controles de passaportes em suas fronteiras internas por períodos determinados. Os defensores da reforma, França e Alemanha, querem evitar o êxodo de refugiados provocado pela Primavera Árabe, sobretudo da Tunísia e da Líbia, e o frágil controle das fronteiras Grécia/Turquia por onde teriam entrado mais de 60 mil imigrantes ilegais na Europa vindos de Afeganistão, Paquistão e Bangladesh.

#PARTIU FÉRIAS? NÃO ESQUEÇA DO SEGURO VIAGEM

Qual é o seu destino de viagem?

Para o turista brasileiro o que interessa desse imbróglio político é que o Tratado de Schengen, para facilitar o turismo e controlar a imigração estabelece a obrigatoriedade de contratação de seguro viagem/assistência de viagem para quem quer visitar os países signatários do acordo (Bélgica, França, Alemanha, Luxemburgo, Holanda, Itália, Portugal, Espanha, Grécia, Áustria, Suécia, Noruega, Islândia, Finlândia, Dinamarca, Eslovênia, Eslováquia, Polônia, Malta, Lituânia, Letônia, Hungria, Estônia, República Checa, Suíça, Romênia e Bulgária) com valor mínimo de 30.000 euros, para garantir assistência médica por doença ou acidente.

Tem alguma dúvida sobre o seguro viagem obrigatório para turistas? Veja mais sobre o assunto!

Pensar em todas as eventualidades que você poderá ter, incluindo possíveis acidentes e imprevistos como perda de bagagem, documentos, acidentes pessoais, etc., faz com que o seguro viagem esteja incluso no planejamento de qualquer viagem, seja para o exterior ou dentro do próprio país. Lembre-se que você estará em um país onde as pessoas não falam sua língua, não tem os mesmos costumes que você e as leis e serviços públicos são diferentes. Para os países integrantes do Tratado de Schengen, a não apresentação do seguro viagem Europa implica no retorno do turista ao país de origem.

Muitos cartões de crédito internacionais já oferece o seguro Schengen incluso em seus serviços. Para quem não possui um cartão internacional as alternativas são adquirir um que possua o seguro ou contratar o seguro por intermédio de uma seguradora. Válido para viagens dentro do próprio país ou para o exterior, os seguros viagem cobre o tempo de permanência no destino e outras coberturas como assistência médica, hospitalar e odontológica, despesas farmacêuticas, acidentes pessoais, perda ou roubo de bagagem, atraso e cancelamento de voo, prorrogação de estadia, cancelamento ou interrupção da viagem, remoção e repatriação médica, morte acidental e translado do corpo, assistência jurídica, fiança e despesas legais, invalidez por acidente, entre outras.

Você perdeu o voo e não sabe se o seguro cobre? Saiba mais sobre seguro viagem cancelamento voo aqui 🙂

O que acontece se eu não contratar o seguro viagem para a Europa?

Tratado de SchengenMuitos países da Europa fazem parte do Tratado de Schengen, que é um acordo assinado entre os países membros da Comunidade Europeia. Esse acordo promove a livre circulação dos turistas estrangeiros nos países signatários. Com isso os turistas devem possuir o seguro de viagem no valor mínimo de cobertura de 30 mil euros, assim fica garantido o socorro médico para o caso de emergências ou urgências.


Não corra riscos durante a sua viagem, faça aqui a cotação do seu seguro.

Portanto, se um turista estrangeiro tentar entrar na Europa sem o seguro viagem poderá ser barrado ainda no aeroporto. Com o seguro o viajante estará coberto contra vários imprevistos que acontecem em viagens, como coberturas de bagagem, fiança, concierge, atraso de voo, assistência médica e hospitalar, entre muitas outras.

Por falar em coberturas, você sabia que há coisas que o seguro viagem cobre e você nem sabia? Então conheça já!

Agora, já imaginou você planejar a sua viagem pela Europa, comprar as passagens, fazer reservas em hotéis e eventos por lá, mas não poder sequer sair do aeroporto? Vale a pena investir na sua comodidade e segurança contratando um seguro viagem Europa obrigatório, não acha?

Vantagens que o Tratado de Schengen oferece

O Tratado de Schengen é uma política entre os países que fazem parte do acordo, que visa também facilitar a abertura das fronteiras para a livre circulação dos turistas entre os países membros. Inicialmente essa era uma facilidade que apenas os moradores desses países podiam usufruir, porém agora está aberto a todos os turistas.

Os países signatários passaram a reforçar os controles que possuem entre as fronteiras externas dentro do espaço Schengen, onde também os estrangeiros que possuem um visto de longo prazo ou que ingressem como turistas para quaisquer países que fazem parte desse acordo poderão circular livremente nesse espaço.

Por falar nisso, se você pensa em viajar para o exterior, conheça mais sobre o seguro viagem internacional.

Mesmo que não exista mais controles entre as fronteiras internas do espaço de Schengen, é preciso estar atento, pois os controles poderão ser reativados temporariamente se forem considerados necessários para fazer a manutenção da segurança nacional ou mesmo da ordem pública.

Espaço Schengen, o que é?

Espaço Schengen favorece a livre circulação das pessoas que estão dentro dos países signatários do acordo, sem que estas precisem apresentar o passaporte nas fronteiras. Vale saber que, mesmo que não haja mais controle nas fronteiras, quem for residente nos países que fazem parte do acordo precisam, por norma, apresentar um documento legal para a sua identificação.

Já os turistas que estão nos países não signatários, eles precisarão apresentar o passaporte, já que este é o documento legal substituto e também emitido pelas autoridades de imigração.

E se você perder o passaporte no exterior…Sabe o que fazer? Veja aqui!

No geral, é fundamental viajar com o seguro viagem mesmo para os países que não o exijam. Isso porque só este documento vai garantir o socorro necessário e sem dor de cabeça para eventualidades comuns durante as viagens, independente do destino.

Faça uma cotação aqui em nosso site e receba gratuitamente os melhores planos de seguro viagem para a Europa. É seguro, rápido e fácil. E para maior segurança sua, você pode pesquisar a seguradora no site da Susep para se decidir em contratá-la ou não.

6 Comentários

Elio

Guilherme, boa tarde!

Se eu possuo um seguro SCHENGEN através de um cartão de crédito, eu não preciso fazer outro seguro? Estarei bem coberto por ele????

Grato

Comentar
Tamelyn Costa

Elio,

No que diz respeito à obrigatoriedade de apresentar um seguro de vida, apresentando um seguro com a cobertura de 30.000,00 euros, você já terá cumprido essa etapa, mas é sempre válido dar uma olhada em todas as coberturas que são oferecidas pela empresa fornecedora do seguro. Caso você sinta necessidade, poderá contratar um outro seguro com coberturas mais completas através de uma seguradora ou corretora de seguros.

Abraço

Comentar
Antes do Pôr-do-sol: Paris | Viagem Pra Você

[…] Não, caso a estadia seja de até 90 dias. No entanto, para o turista usufruir deste benefício, o mesmo deve contratar um seguro de viagem e apresentar passaporte vigente, comprovante de estadia e comprovação financeira para o período de permanência. Tais exigências estão regulamentadas pelo Tratado de Schengen. […]

Comentar
Flávio

Bom dia,

Tendo o certificado Schengen, concedido pelo cartão de crédito Visa Platinum, com cobertura de 30 mil euros para União Européia (ou 25 mil dólares em outros países), este seria aceito no Reino Unido (que embora sendo da UE não é signatário do tratado Schengen)?

Obrigado.

Comentar
Marcelo Ferreira

Olá Flávio, comentário de cima, tive a mesma dúvida, o Reino Unido não é signatário do tratado e não aceita o certificate, será necessário um visto individual também embarcando diretamente ou entrando por outro país europeu, sendo este país signatário ou não?

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *