Cote
aqui o seu
Seguro Viagem!

Cote aqui o seu Seguro Viagem!

Cote em 30 segundos e compare as melhores opções:

Vamos para onde?

Solicitar

Viagens mudam o viajante. Você volta melhor!

Há muitos motivos para viajar, tantos quanto há diferenças individuais. Há quem viaje para estudar, outros para passear. Há os que viajam procurando descansar, fugir do estresse. Muita gente para se curar da depressão, da tristeza, se recuperar de um relacionamento rompido, da perda de uma pessoa querida. Casais buscam oportunidades de romantismo fora de casa. Pais desejam se divertir junto com os filhos. Muitos para estar mais próximos da natureza e das aventuras com adrenalina. Outros querem curtir um sol e um bronzeado, enquanto que há os que desejam o enriquecimento cultural de visitar museus e sítios de valor histórico. Enfim, somos diversos.

Viagens mudam o viajante. Você volta melhor!A maioria dos brasileiros anseia por viajar

Os brasileiros gostam de viajar e o fariam com maior frequência se a situação econômica permitisse. Pesquisas até já comprovaram esse fato. Em 2015, o SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) pesquisou quais são os maiores sonhos de consumo dos brasileiros. Os resultados mostraram que para 15% do total de entrevistados, viajar para o exterior é o maior sonho. As viagens são o sonho mais desejado por 47% das pessoas das classes A e B e para 30% entre os pertencentes às classes C, D e E. A falta de dinheiro foi apontada como o principal impedimento para viajar mais frequentemente, em 89% dos casos.

Quando a viagem é experiência intensa e inesquecível

Mas a viagem prolongada é a que reúne aulas de história, sociologia, gastronomia, geografia, antropologia, de forma divertida e didática. Não me refiro à viagem de férias, aquela em que você coloca o chinelo e fica estirado na praia ou na piscina, a maior parte do tempo. Viajar de verdade não é sair de casa para dormir, descansar… Ao contrário, a verdadeira viagem cansa! É aquela em que acordamos cedo para caminhar, fotografar, subir ladeiras, conhecer, conversar… sim, é bem cansativo. Mas isso é apreciado por quem sente falta de mais informação, mais cenários diferentes e maravilhosos, mais descobertas.

Para gostar de viajar é preciso gostar de se surpreender, gostar de coisas inusitadas, que saem do planejado e da rotina. O hotel pode ser surpreendentemente melhor do que você esperava, uma comida preparada de um jeito diferente, alguém muito amigável de repente aparece e você conversa como se tivesse encontrado um amigo de infância. Naquele lurgazinho que ninguém conhece havia um doce tão bom que você jamais esquecerá e não encontrará em nenhum outro lugar para matar a vontade.

Viajar na imaginação para mim começou na infância

Quando temos a curiosidade morando em nossa imaginação desde a infância, o desejo por conhecer e explorar está em nós, atraindo essas experiências, porque fazem parte da nossa representação do que é a felicidade. No meu caso, por exemplo, passei grande parte da minha infância sonhando com os lugares que eu via nas gravuras do Tesouro da Juventude, uma coleção enciclopédica pré internet, que não existe mais há décadas e que eu adorava. A ilustração da contracapa, mostrava vários lugares espetaculares do mundo inteiro, reunidos numa única imagem, em tons de azul e ela me fazia viajar na imaginação e desejar muito um dia conhecer tudo aquilo.

Viagens mudam o viajante. Você volta melhor!

#PARTIU FÉRIAS? NÃO ESQUEÇA DO SEGURO VIAGEM

Qual é o seu destino de viagem?

Solicitar

Viajar sempre esteve para mim, desde o início, ligado à vontade de aprender. Estar em outra cultura, respirar o clima diferente e ver outros seres humanos em seus costumes, aquilo que depois aprendi que era a complexidade cultural, quando fui fazer os cursos acadêmicos de antropologia. Não por acaso, a paixão virou profissão.

Para mim viagem não é só contato, muitas vezes é enriquecedora pela solidão. Estar sozinha, mergulhando no anonimato, em uma multidão de seres diversos, onde se é apenas mais um, traz uma sensação inigualável de liberdade. Desapegamos de nossos papéis, esquecemos dos pequenos problemas do cotidiano e somos obrigados a focalizar nossa atenção em outros desafios do momento, como falar outra língua e seguir outras regras. Nessa hora somos nós mesmos, sem os rótulos a que estamos acostumados, sem a nossa história pessoal, nem mesmo nosso nome significa alguma coisa. Ali há menos vaidade, o que faz de nós pessoas diferentes, melhores.

Definimos o que gostamos e queremos através dos contrastes

E ainda bem que existem experiências também decepcionantes. É por meio desse contraste que podemos valorizar nossa casa quando voltamos e dando valor ao que temos. Não podemos esperar que tudo saia totalmente de acordo com o planejado e as expectativas, há surpresas que não podemos controlar e só arriscando será possível constatar que nem tudo é como imaginamos, como estava no guia ou vimos na propaganda.

Quem volta de uma viagem sem sentir que amadureceu mais um pouco? As descobertas da viagem são também descobertas em nós mesmos. A cada viagem damos mais um passo na nossa vida, em direção a uma maior abertura emocional e espiritual. Eu vejo essas experiências como um grande crescimento, maior do que os diplomas podem me proporcionar. Quando consigo vencer os desafios que as viagens me colocaram, volto diferente. Sinto expandir a consciência, depois de olhar para outros horizontes, que são sempre infinitos.

Aquele que observa e aprecia

Quem já sentou numa praça de uma cidade longínqua, observando os seus moradores que trabalham, vendem seus artesanatos, conversam, levam suas vidas, sabem da paz que podemos sentir nesses lugares. Sentar em um bar tranquilamente para apreciar as pessoas em seu multicolorido vaivém, ver num museu aquele quadro que você admirou nas páginas de um livro, entrar em uma catedral secular e ouvir o seu silêncio… bem, se você gosta de viajar, sabe do que eu estou falando, são coisas que não tem preço.

Precisando se inspirar? Um tempo para se renovar? Vá viajar!

Renovação pode ser a palavra para definir o que adquirimos em uma viagem. Quanto mais longe vamos, mais nos renovamos, porque maior será a diversidade das paisagens e das formas de vida. O efeito sempre será de sairmos do nosso pequeno eu para algo muito maior, para perceber a unidade, que existe por trás de todas as diversas aparências.

Viagens mudam o viajante. Você volta melhor!

Eu me sinto feliz viajando, me encanto, me sinto bem quando sou exigida, desafiada e provada. A fé em mim mesma aumenta, volto com maior autoestima e a certeza de que minha resiliência está maior. Acredito que viajar é um ato de amor. Abrimos mão de posses materiais para adquirir uma experiência sutil, imaterial, um investimento com base na certeza de que há algo precioso além de nossa casa e de nossas fronteiras e que vale a pena conhecer.

Essa experiência é nossa para sempre, conta a favor do nosso desenvolvimento pessoal, da nossa realização como ser humano e, às vezes, até vale para aumentar nossas chances profissionais, porque somente falando um idioma com os nativos é que realmente aprendemos outra língua.

As viagens atualmente estão mais fáceis. Os voos são frequentes, as companhias parcelam os pagamentos. Sem dúvida, estão sendo um instrumento para o autoconhecimento e a conscientização das pessoas. A possibilidade de fazer uma viagem para o exterior tem um significado tão importante que deveria ser estimulada e facilitada pelo governo e empresas. Além do desenvolvimento pessoal, haveria um ganho coletivo com o aumento do número de pessoas capazes de superar conflitos, de se abrir para outras realidades e conseguir compreender o outro.

Visitar por um período prolongado outra cultura requer que você realmente repense os muitos aspectos da existência, que costumamos achar como naturais e garantidos. Viver em outra cultura por um período de tempo e adaptar-se a ela é uma das mais poderosas oportunidades de aprendizagem. Ser bem sucedido em outra cultura ajuda você a ser criativo em uma enorme variedade de outras circunstâncias em sua vida e em seu país, além de sempre se voltar melhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.