Cote
aqui o seu
Seguro Viagem!

Cote aqui o seu Seguro Viagem!

Cote em 30 segundos e compare as melhores opções:

Vamos para onde?

Solicitar

Visite as mais belas cidades de Portugal

O turista brasileiro, quando vai à Europa, busca sempre conferir o patrimônio histórico, além das belezas naturais. Portugal reúne tudo o que o turista mais adora.

Suas cidades, que preservam milênios de história, suas praias e a natureza exuberante, fazem de Portugal um destino dos mais procurados atualmente.

Além desses fatores, há a percepção dos moradores sobre as cidades, aquilo que faz com que considerem agradável morar onde moram. Algumas dessas cidades, consideradas de melhor qualidade de vida e com maior número de atrações culturais e naturais podem ser destacadas, sendo destinos excelentes para o turista.

  1. Lisboa

A capital de Portugal é uma cidade com grande diversidade cultural e muitos séculos de história. Em seus bairros ainda se preserva a vida tranquila, que não foi afetada pela agitação urbana.

Lisboa

Seguindo o Tejo se pode conhecer os lugares mais bonitos da cidade, como os monumentos de Belém, que fazem parte do Patrimônio Histórico Mundial, os bairros da época medieval e espetaculares zonas de lazer, construídas recentemente, como o Parque das Nações, que abriga o sensacional Aquário Oceânico de Lisboa.

#PARTIU FÉRIAS? NÃO ESQUEÇA DO SEGURO VIAGEM

Qual é o seu destino de viagem?

Solicitar
  1. Guimarães

O centro histórico da cidade de Guimarães entrou para o Patrimônio Histórico Mundial da Unesco em 2001. O local é repleto de construções históricas bem preservadas e espaços de lazer públicos para os visitantes.

Guimarães

Guimarães tem um valor simbólico especial para os portugueses, pois foi ali que D. Afonso Henriques venceu o exército do reino de Leão e Castela, na batalha de São Mamede, levada a efeito em 1128. A partir dessa vitória, ele começou a construir o reino de Portugal e se tornou o seu primeiro rei.

  1. Évora

Com sua imponente catedral, Évora situa-se em uma colina, em meio à planície do Alentejo. Seu centro histórico, datado de 2.000 anos, é cercado de muralhas e foi classificado como Patrimônio da Humanidade. Suas ruas estreitas, de tradição árabe, se ligam a praças ensolaradas.

Évora

Évora foi conquistada pelos Romanos em 59 A.C. Seu nome na antiguidade era Liberalitas Julia. Durante esse período, Évora tinha muita importância, como se pode ver por suas construções e ruínas, como um templo do final do século II, trechos de sua muralha, as ruínas de termas e a porta Dona Isabel.

  1. Porto

O Porto é a capital da região norte, seu nome está na origem do nome Portugal. Seu vinho é famoso em todo o mundo, o apreciado Vinho do Porto. Localiza-se à beira do rio Douro e junto à sua Foz. Seu centro histórico faz parte do Patrimônio da Humanidade desde 1996.

Porto

O Porto é a segunda maior cidade do país, depois de Lisboa. Sua vocação sempre foi o comércio. Sua população não se deixou dominar por invasões e por isso a cidade é conhecida como “invicta”. É uma cidade com forte personalidade, com características inigualáveis.

  1. Aveiro

A cidade fica à beira de uma laguna, onde o rio Vouga se mistura com as águas do mar. Aveiro é cortada por canais, onde navegam os barcos de pescadores. Aveiro é uma das mais belas cidades portuguesas, tendo sido fundada no império de Marco Aurélio. Seu nome deriva de Aviarium, devido à numerosa presença de aves, que vivem nesse ambiente lagunar.

Aveiro

Aveiro foi doada pelo rei D. João I (1383-1433) ao seu filho D. Pedro, que iniciou a construção de suas muralhas, hoje desaparecidas. Seu descendente, D. João II (1481-1495) doou a região à Infanta D. Joana, sua irmã, que vivia no Convento de Jesus, hoje Museu de Aveiro. Em homenagem à Santa Joana, foi construída a Igreja de Santa Joana, belíssima construção.

Igreja de Santa Joana

Imagem: Igreja de Santa Joana. Foto: Eduardo Ravani

  1. Angra do Heroísmo

Cidade com tradição marítima, tendo se destacado na época dos Descobrimentos, nos séculos XV e XVI. Era um porto de escala obrigatória para as navegações que iam para a África e as Índias. Torno-se Patrimônio Mundial, pela UNESCO, em 1983.

Angra do Heroísmo

São pontos históricos de visita obrigatória a Igreja do Santíssimo Salvador ou Sé de Angra, a Igreja e o Convento de São Francisco, a Igreja e o Convento de São Gonçalo, o Palácio dos Capitães Generais, os Paços do Concelho, o Castelo de São Sebastião, o Museu de Angra, o Castelo de São João Baptista e o Monte Brasil.

  1. Coimbra

A cidade fica ao sul do rio Douro e foi residência do Conde D. Henrique e D. Teresa, que eram os pais de D. Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal. Foi integrada ao território português em 1131. Dessa época, são os seus monumentos mais importantes, como as igrejas de São Tiago, São Salvador e Santa Cruz, a Sé Velha. Várias ordens religiosas ali se estabeleceram.

Coimbra

Desde o Renascimento, Coimbra se tornou famosa por ser um lugar ligado ao conhecimento. D. João III (1521-1557) criou a Universidade e também vários colégios.

  1. Ponta Delgada

De simples povoado de pescadores, que viviam em suas enseadas calmas, Ponta Delgada passou a ser o principal porto da Ilha de São Miguel. Desde os séculos XVII e XVIII, a cidade cresceu e ganhou várias construções, como conventos, igrejas e casas de estilo senhorial, que hoje compõem o seu centro histórico.

Ponta Delgada

Hoje em dia, Ponta Delgada é uma cidade dinâmica e cosmopolita, com vida cultura ativa, e economia voltada para o exterior. Possui uma extensa avenida marginal, ao lado do porto e do mar, o que dá a principal característica da cidade, sendo sua principal via de acesso. Sua história tem mais de cinco séculos, com um patrimônio que guarda testemunho do seu passado. A cidade reúne cosmopolitismo e a tranquilidade da vida nos Açores.

  1. Vila Real

É a capital da província de Trás-os-Montes, localizando-se sobre um promontório, a 427 m de altura, entre os rios Corgo e Cabril. O rei D. Dinis (1279-1325) concedeu o primeiro foral de Vila Real, isto é, a garantia de que seus habitantes tinham o direito de se recusar a hospedar cavaleiros e fidalgos, que assim eram obrigados a pernoitar fora de seus muros.

Vila Real

Depois do século XVII, Vila Real passou a acolher famílias nobres, que ali construíram residências que hoje se destacam no seu casario. As fachadas dos edifícios têm ainda hoje, inscritas nas suas pedras, as ramas das famílias nobres, que surpreendem os visitantes.

  1. Braga

Chamada de “Bracara Augusta”, era sede jurídica no período de domínio do Imperador Augusto, com o início de sua construção no ano 27 A.C.  Ali se integravam várias rotas do Império, que cruzavam a Península Ibérica, no caminho para Roma. Em 216 A.C. foi elevada a capital da província da Galécia, pelo Imperador Caracala.

Braga

Atualmente, a presença da Universidade e a industrialização contribuíram para o seu desenvolvimento. A cidade se mantém fiel à tradição religiosa, mantida através dos séculos. As grandes festas são as da Semana Santa e a de São João Baptista, em junho. Esse é um bom período para conhecer Braga, visitando o seu centro histórico e a antiga rota do Caminho de Santiago, que por ali passava.

  1. Figueira da Foz

Figueira da Foz

Assim chamada por se localizar na foz do Rio Mondego. É uma das principais localidades de veraneio da região central do país. Os “banhos à Figueira” são famosos dede o séc. XIX, quando a visita ao balneário era hábito da aristocracia portuguesa. Hoje a cidade é cheia de vida e cosmopolita. Sua estrutura hoteleira é excelente, contando com um cassino, fundado em 1900. A praia é ótima para esportes náuticos, sediando campeonatos de vela e motonáutica.

  1. Funchal

A pitoresca cidade de Funchal é o local perfeito para se passar férias, na ensolarada costa da Ilha da Madeira. Voltada para o Oceano Atlântico, tem suas costas protegidas por uma cadeia de montanhas verdes, num anfiteatro para suas belezas naturais.

Funchal

O verão em Funchal nunca é muito quente e o inverno é agradavelmente ameno, fazendo que esse seja um destino próprio para o ano inteiro, sendo por isso palco de muitos eventos exclusivos e famosos internacionalmente, como sua queima de fogos de Ano Novo e o Festival das Flores.

O centro histórico, com o porto e seus passeios, ruas estreitas, lojas, cafés, bares e restaurantes é ideal para o turista, que nunca vai se sentir entediado o com fome. Os pontos de interesse incluem a Catedral, o Teatro e o passeio marítimo. O teleférico leva a um passeio panorâmico até o Monte, nas montanhas geladas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.