Cote
aqui o seu
Seguro Viagem!

Cote aqui o seu Seguro Viagem!

Cote em 30 segundos e compare as melhores opções:

Vamos para onde?

Solicitar

Conheça Marselha e seus principais pontos turísticos


Por muitos anos, o movimentado porto da cidade de Marselha sofreu com um sério problema de imagem. Mas confira como Marselha é hoje dinâmica, nervosa, movimentada e rica.

Bem-vindo a Marselha!

Desprezada por sua reputação de ser feia e abandonada, com um ambiente decadente e alta criminalidade, ela foi por muito tempo a ovelha negra da costa da Provença. Entretanto, desde o período em que foi a Capital Europeia da Cultura, em 2013 e com a inauguração de vários museus portentosos, a cidade tem cintilado com um novo senso de otimismo e autoestima. Afinal, todos parecem estar acordando para o fato de que a segunda maior cidade da França pode ter sido injustamente caluniada por um bom tempo.

O coração da cidade é o vibrante Vieux Port (velho porto), cheio de mastros de iates e barcos de luxo. Logo acima está o bairro centenário de Le Panier, o mais antigo da cidade. Vale explorar também os quarteirões do République, com suas boutiques cheias de charme e edifícios no estilo Haussmannian, bem como a área da Joliette, no centro da qual está a famosa Catedral.

Várias obras monumentais foram construídas em Marselha, como o canal que abastece de água a cidade e a estação ferroviária, com a linha que liga Paris ao Mediterrâneo. Recentemente foram reabilitadas as zonas antigas da cidade, como a região portuária.

Basílica Notre Dame de la Garde – Cathédrale de la Major

Basílica Notre Dame de la Garde – Cathédrale de la Major

Basílica Notre Dame de la Garde – Cathédrale de la Major

Atração turística que é um dos símbolos da cidade. Localizada no ponto mais alto de Marselha, a Basílica oferece uma visão de 360 graus da cidade e do mar, fazendo com que seja uma visita obrigatória.

Catedral de Marselha

Imagem: belíssimo interior da Catedral de Marselha.

Localizada entre o porto velho e o porto novo, a Catedral tem a fachada listrada em estilo Bizantino. Construída com a pedra local Cassis e mármore verde Florentino. Sua grande escadaria do lado noroeste foi reformada, fazendo uma impressionante ligação com a região de La Joliette.

#PARTIU FÉRIAS? NÃO ESQUEÇA DO SEGURO VIAGEM

Qual é o seu destino de viagem?

Solicitar

O interior da Catedral é espartano e lembra mais um salão de cavaleiros medievais do que uma igreja. O teto é em estilo Provençal. É considerada uma das mais belas catedrais medievais da França. Está aberta de maio a setembro até às 19hs. No inverno o horário é até as 18hs. Para a visita se pode tomar o ônibus na estação Porto Velho para a estação Forte Saint-Jean.

Os Calanques de Marselha

Os Calanques são parecidos com fiordes, mas de dimensão menor, sendo vales escavados em despenhadeiros de calcário, que se estendem até o mar turquesa, formando baias de água muito limpa, onde se pode nadar muito bem. Próximo a Marselha estão os Calanques de Port-Pin e o de Port de Pomégues. O de Port-Pin pode ser visitado tanto partindo de Marselha como de Cassis. Esse é o calanque considerado o mais bonito, porque é contornado por pinheiros e tem uma praia de areia.

Os calanques de Marselha

Imagem: Os calanques de Marselha

A área dos Calanques se extende por 20 quilômetros da costa mediterrânea. Ela foi declarada Parque Nacional da França em 1979. O ambiente natural é primitivo, com declives esculpidos pelos ventos. Ali nascem algumas espécies raras de orquídeas e a região abriga a águia, o falcão-peregrino e a coruja-de-chifres. Também ali vivem lagartos, javalis e raposas, que são vistos nos arbustos. Muitos são animais ameaçados de extinção.

São 1,3 milhão de visitantes por ano que visitam a região, onde se busca o descanso da agitação das cidades, sendo um dos destinos turísticos mais procurados da Europa. Barcos ficam ali flutuando, enquanto que os turistas curtem o sol nas praias localizadas, recantos e fendas. Essa é uma outra Côte d’Azur, diversa das que estamos acostumados a ver nas reportagens com as celebridades. Não há iates ou clubes noturnos como em St. Tropez ou Cannes, mas ali há outros atrativos.

Imagem: gruta Cosquer.

A presença humana está documentada por pinturas rupestres pré-históricas que datam de 27 mil anos, e que podem ser vistos na gruta Henri Cosquer, uma caverna submarina. As pinturas mostram pinguins e focas, do tempo em que a Terra possuía um clima muito mais frio.

Porto Velho (Vieux Port) de Marselha

Porto Velho de Marselha

Imagem: Porto Velho de Marselha

Um dos pontos de visita obrigatória, o Porto Velho de Marselha e local de importância fundamental para a cidade. Ali estiveram ancorados navios por quase 3 mil anos. Hoje ele é um monumento histórico, porque as docas mudaram de lugar e abriga apenas barcos de pesca. Está rodeado por outras atrações importantes, marcos históricos como o Forte Saint Nicolas, o Forte Saint Jean e a Câmara Municipal. Ali se encontra o Mercado do Peixe e os restaurantes típicos de pescado. A visita vale a pena e o pôr do sol é muito bonito.

Mercado do Peixe em Marselha

O Mercado do Peixe localizado no Porto Velho é um dos locais mais tradicionais da cidade. Fica na região central e o movimento é durante a manhã. Os melhores e mais variados peixes do Mar Mediterrâneo são vendidos ali, além de outros itens. Para quem curte o turismo gastronômico, a visita é obrigatória.

Praias do Prado em Marselha

Praia do Prado em Marselha

Imagem: Praia do Prado em Marselha.

Para quem faz questão de ir à praia, Marselha também tem uma praia muito bonita, a do Prado. Com areia macia e clara e mar azul, a praia é tranquila fora da temporada de verão. Para quem quer apreciar e relaxar enquanto estiver na cidade.

Chateau d’If em Marselha

Chateau d’If.

Imagem: Chateau d’If.

Este é o castelo do personagem “O Conde de Montecristo”, famoso na literatura e no cinema. O castelo fica na ilha If, que é parte do arquipélago do Frioul. Foi construído com o objetivo de proteção da cidade em um ataque marítimo, como acontece em muitas outras cidades. Posteriormente serviu como prisão, mas atualmente está desativado. A construção é muito preservada e rende boas fotos. É de fácil acesso para o turista.

Parque Borély em Marselha

Parque Borély em Marselha

Parque Borély em Marselha

O Parque Borély, próximo às praias do Prado, é um local muito bonito e famoso pelo seu jardim botânico, instalado em um parque com 54 hectares. Foi construído entre 1860 e 1880. Ali florescem roseiras e outras espécies, além de um bonito jardim japonês.

Palácio Longchamp

O Palácio de Longchamp é grandioso e impressionante pela sua construção e jardins. Foi construído em 1862. Ali funciona hoje em dia o Museu de Belas Artes e o Museu de História Natural, duas atrações turísticas importantes de Marselha. O jardim abriga muitas espécies raras, além de um mini zoológico.

Palácio Longchamp

Palácio Longchamp

O Palácio Longchamp é à beira do Rio La Durance, com muitas cascatas, esculturas e jatos de água. Um local de visita importante para quem vai a Marselha. 

Compras em Marselha

Como não poderia deixar de ser, uma grande atração para os brasileiros são as Galerias Lafayette de Marselha, semelhantes às de Paris e famosas em toda a Europa. Os preços são salgados ali, mas a alternativa é o Shopping Les Terrasses, lugar bonito e onde se pode apreciar o pôr do sol de Marselha.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.