Cote
aqui o seu
Seguro Viagem!

Cote aqui o seu Seguro Viagem!

Cote em 30 segundos e compare as melhores opções:

Vamos para onde?

Solicitar

Turismo religioso em Assis, lugar de paz e inspiração

Para os que buscam tranquilidade nos feriados ou em qualquer época do ano, Assis é um santuário que encanta o turista, com relíquias e arquitetura medieval.  

Cidade santa do cristianismo, Assis é um centro de peregrinação para os que querem ver onde São Francisco nasceu, trabalhou e correu. Mas não são somente os cristãos que vão a Assis. A cidade é um exemplo da cultura medieval preservada, que atrai os viajantes pelo seu valor histórico. Além disso, o seu ambiente de recolhimento e paz é o que buscam os que querem se afastar ao menos por alguns dias da agitação e ruído das grandes cidades. É uma opção para os brasileiros que fogem do Carnaval, por exemplo.

Turismo religioso em Assis, lugar de paz e inspiração

A quase totalidade do território de Assis foi incluída em 2000 na lista do Patrimônio Mundial da Humanidade, pela Unesco, por constituir um exemplo única de uma cidade santuário com uma continuidade histórica, desde sua origem romana e medieval até hoje.

Como Patrimônio Mundial foi incluída a Basílica e outros lugares franciscanos, porque também representam um conjunto de obras primas da genialidade criativa humana e uma referência fundamental para a história da arte na Europa e no mundo.

Especialmente, a Basílica de São Francisco é um exemplo extraordinário de um tipo de complexo arquitetônico que influenciou o desenvolvimento da arte e da arquitetura.
Imagem: Basílica de São Francisco de Assis. http://letsflyaway.com.br/foto-da-semana-a-emocionante-assis-na-italia/

#PARTIU FÉRIAS? NÃO ESQUEÇA DO SEGURO VIAGEM

Qual é o seu destino de viagem?

Solicitar

Nesta pequena cidade, localizada em uma região montanhosa, nos contrafortes do monte Subasio, tudo fala sobre o Santo e inspira mesmo os que não são dele devotos. A Basílica a ele dedicada é um marco da cristandade. Além de ser uma ponderosa atração para milhões de seguidores religiosos, a Basílica é um monumento de grande valor artístico.

A festa de São Francisco de Assis é no dia 4 de outubro. Ele é o Santo Padroeiro da Itália e é muito amado pelos italianos. A Ordem dos Franciscanos foi fundada por ele em 1208. Cultivou um estilo de vida humilde e pobre. Na Basílica dedicada ao santo estão guardadas as relíquias do “pobrezinho de Assis”, que atraem milhares de peregrinos. Francisco morreu com 44 anos e depois de dois anos, em 1228, já foi canonizado pelo Papa Gregório IX, que colocou nesse dia a primeira pedra para a futura Basílica, destinada a se tornar a casa mãe da Ordem Franciscana.

Assis – Estátua de São Francisco

Assis – Estátua de São Francisco

Por ser o lugar de nascimento da Ordem Franciscana, desde a Idade Média a cidade de Assis está associada ao culto e à difusão do movimento franciscano no mundo, que são fundamentados na mensagem de paz e tolerância. São Francisco é o homem que renunciou a todas as suas posses para devotar sua vida ao auxílio dos necessitados.

A Basílica de São Francisco é composta por duas igrejas, uma acima da outra e uma cripta contendo a tumba do Santo. Na cripta, expostos em uma vitrine, estão os poucos objetos materiais que São Francisco possuía: uma sandália de couro, um capuz, duas túnicas e o seu breviário franciscano.

Basílica de São Francisco

Basílica de São Francisco

Basílica Inferior – Com um portal fronteiriço, possui uma fachada simples, mas embelezada com um vitral e um mosaico. No interior é decorada com afrescos de alguns dos mais importantes pintores do período entre 1200 e 1300, como Cimabue, Giotto, Lorenzetti e Simone Martini.

A luz filtrada através dos vitrais de Giovanni di Bonino e Puccio Capanna cria um ambiente muito sugestivo. A Igreja Inferior assumiu a função típica de cripta, isto é de um mausoléu construído sobre a tumba de um Santo, como nos antigos templos paleocristãos.O Santuário de Assis é uma das mais antigas igrejas góticas existentes na Itália e com suas paredes decoradas por tão grandes artistas fazem dela uma igreja única, com a qual nenhuma outra pode competir do ponto de vista da arte da pintura.

Basílica Superior – é possível ver a representação da vida de São Francisco nos afrescos pintados pelo mestre Giotto, além de histórias do Velho e Novo Testamento, por toda a nave, além de maravilhosas pinturas de Cimabue e Torriti.

Festas populares em Assis

No mês de abril, Assis abriga na praça Comune a Mostra Mercado Nacional dos Antiquários, que pela alta qualidade das peças expostas e a grande participação de todos a transformaram em uma grande atração.

Na primeira semana de maio acontece o Calendimaggio, que transforma a cidade na antiga vila medieval que um dia foi, com cavaleiros e damas que passeiam pelas ruas decoradas com flores e bandeiras, espetáculos teatrais, concertos, bailes e competições de arqueiros, para disputas entre as facções medievais da Parte de Cima com a Parte de Baixo.

O período do Natal na cidade é mágico, com concertos na rua e nas igrejas, inspiradoras liturgias celebradas nos locais de culto, representações do presépio vivo, atividades que animam a cidadezinha do santo e aquelas ao redor, em uma atmosfera única.

A cozinha local

A comida é essencial e simples, os ingredientes principais são o azeite, dourado e frutado, que é produzido na terra e que faz parte de todos os pratos sem interferir no sabor. A trufa negra também é muito apreciada como condimento para as massas. O terreno é bastante adaptado para a produção de vinhos e com o clima temperado da região favorece vinhos muito aprecidados, como o Assis Grechetto e o Assis Rosso.

Como visitar Assis

A cidade não é grande, mas é montanhosa. A dica dos visitantes é começar a conhecer Assis partindo do alto da cidade, da Piazza Mateotti, o passeio fica mais fácil, porque as atrações vão estar abaixo dessa praça e devem ser vistas à pé. Deixando o carro alugado na Piazza Mateotti, para voltar basta pegar um ônibus ou táxi. 

Seguindo um percurso a partir da praça, a próxima atração é a Catedral de São Rufino, outro santo de Assis. O Duomo dedicado a São Ruffino foi construído em 1140. Na sua pia batismal foram batizados São Francisco e Santa Clara.

Templo de Minerva

Mais abaixo fica a Piazza del Comune, onde está localizado o Templo de Minerva. O templo é da época do Império Romano e é visita obrigatória também para os cristãos que visitam Assis para conhecer as igrejas franciscanas e o estilo medieval da cidade. No mesmo local estão ruínas de templos pagãos, o anfiteatro, estátuas e algumas fontes.

Templo de Minerva

O templo original de Minerva foi erguido no século I A.C. No século VI foi restaurado pelos monges beneditinos para ser transformado em igreja cristã. Foi depois utilizado pela comunidade de Assis para diversas finalidades e em 1539, o Papa Paulo III o consagrou à Virgem Maria e o seu nome passou a ser Igreja de Santa Maria sobre Minerva e desde 1613 está sob a propriedade da Ordem de São Francisco.

Basílica de Santa Clara

Santa Clara é uma outra importante figura histórica e religiosa que influenciou profundamente o lugar. Santa Clara foi fundadora da Ordem das Clarissas.  A ela foi dedicada a Basílica com seu nome, que possui uma fachada feita com pedras brancas e rosa. Os restos mortais da Santa são visíveis pelo vidro da cripta.

Esta igreja é em estilo gótico italiano, construída no período de 1257 e 1265. Nela estão relíquias preciosas, como o corpo preservado da santa, que pode ser visto em uma urna de vidro e o Crucifixo de São Damião, que conversou com São Francisco. Na conversa, uma voz pediu ao jovem Francisco que era preciso reformular a Igreja e partir desse momento ele se converteu, aos 24 anos, abandonando os bens materiais que a família possuía.

Basílica de Santa Maria dos Anjos

Construída entre 1569 e 1679, para abrigar uma relíquia sagrada, a Porciúncula (Porziuncola).

A igrejinha da Porciúncula estava em um bosque de carvalhos, em ruínas, e foi restaurada por São Francisco e seus companheiros com as próprias mãos. Nessa capela ele fundou a Ordem Franciscana, consagrou Santa Clara e teve uma visão com Cristo e a Virgem Maria, que lhe disseram que aquele que rezar naquela igreja receberá o perdão de seus pecados, o que ficou conhecido como o Perdão de Assis.

Há outros pontos turísticos, como o Palazzo Giacobetti, que guarda o manuscrito de São Francisco, o Cântico das Criaturas. Também são interessantes o Oratório dos Peregrinos, o Museu Cívico, o Foro Romano e o Ermitério dos Carceres, lugar onde São Francisco e os frades rezavam e meditavam, há uma distância de quatro quilômetros de Assis.

Em 1997, Assis foi atingida por dois violentos terremotos, que causaram quatro mortes e danificaram seriamente a Basílica. Parte do teto ruiu, destruindo um afresco de Cimabue. Depois de dois anos de trabalho de restauração, a Basílica foi reaberta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.