Como você pode aproveitar a cidade de Praga ao máximo?

Imagem: Roberta Clarissa Leite

Se você gosta de passar horas caminhando por ruas medievais, de admirar a arquitetura secular de inúmeras construções, seu destino pode ser a capital da República Tcheca, Praga. Conhecida como a cidade das cem torres ou cidade de ouro, ela se estende próxima ao rio Vltava  e carrega séculos de história e beleza. Situada no coração da Europa, faz divisa ao norte com a Alemanha, ao leste com a  Eslováquia, ao sudoeste com a Áustria e ao nordeste com a Polônia.

A língua oficial do país é o tcheco, para um turista pode ser impossível de ser entender uma única palavra ou mesmo tentar memorizar o nome de uma rua. Mas não se preocupe, o inglês ajuda também por aqui.  Não somente nos centros turísticos da cidade, como em restaurantes e lojinhas de souvenir, é possível usar a língua inglesa sem problemas.

Já tem um seguro para sua viagem? Clique aqui e faça a cotação do seu seguro viagem!

Os brasileiros a cada ano visitam mais este país que tem mais de mil castelos. De acordo com Luiz Fernando Destro, representante em São Paulo do escritório turístico da República Tcheca, em depoimento à imprensa, foram  43 mil turistas brasileiros em 2011, um número bem maior do que no ano de 2007, 11 mil.

#PARTIU FÉRIAS? NÃO ESQUEÇA DO SEGURO VIAGEM

Qual é o seu destino de viagem?

#PARTIU FÉRIAS? NÃO ESQUEÇA DO SEGURO VIAGEM

Qual é o seu destino de viagem?

A República Tcheca é membro da União Europeia desde 2004, mas não adotou o euro, a moeda local é a Koruna tcheca. Dólares e euros são facilmente trocados por korunas em casas de câmbio espalhadas pelo centro.  O país faz parte do espaço Schengen desde 2008, que dá ao turista o direito de permanecer por 90 dias sem a necessidade de visto. Mas há alguns requisitos que você deve seguir: portar um passaporte válido por 180 dias; seguro saúde internacional; comprovante de recursos financeiros suficientes para o período da estadia e comprovante de hospedagem. É importante lembrar, que ao pagar o seguro de saúde, você terá cobertura em todos os países do espaço Schengen, assim você pode aproveitar e esticar sua visita aos países vizinhos, sem para isto precisar de outro seguro. Além de garantir bom atendimento, caso precise, ou ao menos, estar preparado para qualquer imprevisto.

O castelo de Praga, onde funciona o gabinete do presidente, é visita obrigatória. O monumento descansa na parte alta acima do rio Vltava e dá ao visitante uma vista exuberante de seu esplendor. Ele é um complexo arquitetônico com igrejas, capelas, torres, palácios e salões de representação. Não esqueça a troca de guarda, evento que ocorre de hora em hora e sempre atrai muitos curiosos.

É na Cidade Velha que se encontra o famoso relógio astronômico.  A cada hora cheia uma multidão se aglomera diante do monumento, para ver a procissão dos 12 apóstolos que se movem lentamente guiados por São Pedro.  Ao final dessa apresentação um galo canta e o relógio marca a hora, geralmente entre aplausos dos transeuntes e telespectadores que não perdem  a oportunidade de fotografar cada instante.

Imagem: Kat Senkyrova

O rio Moldava(Vltava) que corta a cidade tem 430 km de extensão, é navegável e dispõe de navios- restaurantes e passeios de catamarãs durante dia e noite. Uma das pontes, a Ponte Carlos é também cartão postal da cidade.  Liga, com seus 520m de extensão, a Cidade Velha a Malá Strana. Foi construída em 1357, no lugar da antiga Ponte Judite. Se você deseja visitar Praga mais uma vez não deixe de tocar uma das estátuas da ponte, a de São João Nepomuceno. Acredita-se que ao tocá-la você voltará em breve à cidade. Superstições à parte ,há 30 estátuas ao longo dela, uma galeria de arte a céu aberto.

E os sabores da República Tcheca? São vários. A cerveja é orgulho nacional, com fabricação local, tem sabor encorpado e não deve ser tão gelada como costumamos beber no Brasil. A tipo Pilsen foi criada na cidade tcheca de mesmo nome, distante 90km da capital. Você já provou a cerveja brasileira da marca Bohemia? O nome Bohemia é o nome de uma das regiões onde se encontra o país (são três: Moravia, Silésia e Bohemia), ou seja, cerveja tem uma ligação bem peculiar com os tchecos.  Acredita-se que o país está até à frente da Alemanha no consumo da bebida por ano. Cerca de 156,9 litros por pessoa a cada ano.

A cozinha tcheca tem suas especialidades, entre elas o Knedlíky, uma massa cozida cortada em rodelas que acompanha carne de porco ou goulash. Funciona como guarnição, eu diria que no lugar do nosso feijão ou arroz, que pouco se come aqui. O tcheco saboreia também antes da refeição principal sopas. A tradicional é a  česneková polevka, ou a sopa de alho, servida bem quente com torradas, é uma ótima pedida no inverno para driblar o frio, que chega aos 5 graus negativos durante os meses de dezembro a fevereiro.

Artigos relacionados: